INGLÊS NO VESTIBULAR: O QUE CAI NAS PRINCIPAIS PROVAS?

INGLÊS NO VESTIBULAR: O QUE CAI NAS PRINCIPAIS PROVAS?

O inglês é uma das muitas disciplinas cobradas nas provas de vestibular, que todo ano dão a milhares de estudantes acesso às melhores universidades brasileiras. No entanto, muita gente acaba deixando o inglês de lado na hora de estudar para as provas, sem levar em consideração o quanto errar uma questão pode dificultar o caminho até o ensino superior.

Trouxemos algumas informações sobre o que é pedido nas provas de vestibular mais concorridas do país para você já ir se preparando para arrasar nas questões de inglês:

ENEM

Um bom desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio garante entrada nas melhores universidades federais do Brasil, então é super importante dar atenção ao inglês na hora de se preparar. O objetivo da prova de inglês do ENEM é testar o seu raciocínio e a sua capacidade de compreender textos em inglês, com questões normalmente formadas por uma introdução em texto ou quadrinhos seguida por um enunciado em português com perguntas sobre o assunto.

Uma dica interessante para essa prova é identificar no enunciado da questão o que ela está pedindo antes de ler e interpretar o texto, para economizar tempo e direcionar a sua atenção durante a leitura ao que deve ser respondido. O ENEM também já trouxe em algumas de suas edições questões com letras de músicas, e para se preparar para essas é importante estar com o vocabulário afiado em expressões e gírias comuns da língua inglesa.

FUVEST (USP)

A Fuvest é o vestibular que seleciona os alunos da USP, a Universidade de São Paulo. As questões de inglês dessa prova têm normalmente um foco em interpretação de texto, então vale adicionar a leitura de artigos de jornais e revistas em inglês à sua rotina de estudos. Escrever sobre o tema dos artigos também é um ótimo treino para a segunda fase.

COMVEST (UNICAMP)

A Comvest é o vestibular da Unicamp, a Universidade Estadual de Campinas. As questões de inglês desse vestibular costumam trabalhar com gêneros variados de textos para interpretação. Poemas, artigos de jornal, gráficos e quadrinhos já estiveram presentes nessa prova. Para estudar, é importante procurar questões de vestibulares anteriores para praticar a diversidade de gêneros.

UnB (Universidade de Brasília)

O vestibular da Universidade de Brasília é um dos mais concorridos do país e o candidato pode optar entre inglês, francês ou espanhol para a prova de Línguas Estrangeiras. O foco das questões é regularmente a interpretação de texto, então para quem escolher a prova de inglês, também vale a dica de ler textos de jornais e revistas em inglês para estudar, principalmente os que tratem sobre eventos recentes de relevância mundial, outro foco comum do vestibular.

UEL (Universidade Estadual de Londrina)

A Universidade Estadual de Londrina é uma das maiores do sul do Brasil e seu vestibular é um dos mais procurados do país. Nessa prova é bastante comum encontrar questões com base em charges e matérias curtas em inglês, que exigem do candidato compreensão de fatos da atualidade e de expressões informais da língua. Estudar tirinhas e notícias dos principais jornais do mundo é um ótimo jeito de estudar para esse vestibular.

QUESTÕES DE INGLÊS PARA TREINAR

(ENEM 2015)             

My brother the star, my mother the earth

my father the sun, my sister the moon,

to my life give beauty, to my

body give strength, to my corn give

goodness, to my house give peace, to

my spirit give truth, to my elders give

wisdom.

Produções artístico-culturais revelam visões de mundo próprias de um grupo social. Esse poema demonstra a estreita relação entre a tradição oral da cultura indígena norte-americana e a

a) transmissão de hábitos alimentares entre gerações.

b) dependência da sabedoria de seus ancestrais.

c) representação do corpo em seus rituais.

d) importância dos elementos da natureza.

e) preservação da estrutura familiar.

(FUVEST 2014)

To live the longest and healthiest life possible, get smarter. Institute for Health Metrics and Evaluation (IHME) data show that past a certain threshold, health and wealth are just weakly correlated. However, overall health is closely tied to how many years people spend in school. Mexico, for instance, has a fifth the per capita gross domestic product (GDP) of the United States, but, for women, more than 50 percent of the latter’s schooling.

In line with the trend, Mexico’s female adult mortality rate is only narrowly higher. Vietnam and Yemen have roughly equivalent per capita GDP. Yet Vietnamese women average 6.3 more years in school and are half as likely to die between the ages of 15 and 60. “Economic growth is also significantly associated with child mortality reductions, but the magnitude of the association is much smaller than that of increased education,” comments Emmanuela Gakidou, IHME’s director of education and training. “One year of schooling gives you about 10 percent lower mortality rates, whereas with a 10 percent increase in GDP, your mortality rate would go down only by 1 to 2 percent.”

Discover, May 31, 2013. Adaptado.

De acordo como texto, “about 10 percent lower mortality rates” é resultado de

a) “10 percent increase in GDP”.

b) “child mortality reductions”.

c) “equivalent per capita GDP”.

d) “economic growth”.

e) “one year of schooling”.

(COMVEST 2016)

Advice for new students from those who know (old students)

The first day of college I was a ball of nerves. I remember walking into my first class and running to the first seat I found, thinking everyone would be staring at me. But nobody seemed to notice and then it hit me: The fact that nobody knew me meant nobody would judge, which, upon reflection, was what I was scared of the most. I told myself to let go. All along the year, I forced myself into situations that were uncomfortable for me – for example, auditioning for a dance piece. Believe it or not, that performance was a highlight of my freshman year. My advice: challenge yourself to try something new, something you couldn’t have done in high school. – Ria Jagasia, Vanderbilt University, ’18.

(Adaptado de http://www.nytimes.com/2015/08/02/ education/edlife/ advice-for-new-students-from-those-whoknow-old-students.html?ref= edlife.)

Para lidar com a situação, a estratégia adotada foi deixar de se preocupar e

a) fazer coisas que nunca fez antes.

b) fazer novos amigos.

c) fazer um curso de dança como ouvinte.

d) abandonar o curso.

(UNB 2014)

The press is sometimes called the fourth estate. That is probably too grandiose a concept for most journalists’ tastes — but it does suggest an important, coherent and independent 4 force in society. That “apartness” is crucial. The press does not share the same aims as those of government, the legislature, the executive, religion or commerce. It is, or should be, an outsider. 7 Stanley Baldwin did not intend it as a compliment when he said of newspapers in 1931 that they had “power without responsibility”. But, in fact, that lack of responsibility 10 is one of the important respects in which the press is different. Of course, the press must be responsible for its own standards and ethics. But it is not the job of journalists to run 13 things: they are literally without responsibility. They don’t have to respond to a party whip, make the compromises necessary in politics or answer to shareholders. They are not bound by the 16 confidentiality agreements that bind others. They are careless of causing inconvenience or embarrassment. They do not have to win votes. They can write things — about the economy, say, 19 or the environment — which may need saying but which are unsayable by politicians. They come from a different place.

Internet: http://digitalcommons.law.yale.edu/ (adapted).

Based on text above, judge the items that follow.

1 Most journalists agree the press deserves to be called the fourth estate.

2 A “fourth estate” (R.1) conveys the idea that the press and some other social segments do have the same goals.

3 The press is said to totally neglect its responsibilities.

4 Journalists are not tied to commitments which can impair their activities.

5 Journalists are eager to cause inconvenience.

6 Politicians avoid telling the truth.

7 The pronoun “it” (R.3) refers to “The press” (R.1).

8 The noun “embarrassment” (R.17) means a feeling of being nervous or ashamed because of what people know or think about you.

9 Not always is the press considered the fourth estate.

(UEL 2014)

Brazil judicial decision paves way for gay marriage

(Acesso em: 10 maio 2013.)

The authorities in Brazil have ruled that marriage licences should not be denied to same-sex couples. The council that oversees the country’s judiciary said it was wrong for some offices just to issue civil union documents when the couple wanted full marriage certificates. Correspondents say the decision in effect authorises gay marriage. However full legalisation depends on approval of a bill being examined by the Congress. Tuesday’s resolution by Brazil’s National Council of Justice was based on a 2011 Supreme Court ruling that recognised same-sex civil unions. Notary publics were not legally bound to converting such unions into marriages when asked by gay couples. This led to some being denied marriage certificates at certain places, but being granted the document at others. That would be illegal, according to the new resolution. “If a notary public officer rejects a gay marriage, he could eventually face disciplinary sanctions”, NCJ judge Guilherme Calmon told BBC Brasil. The ruling brings Brazil one step closer to its neighbours Argentina and Uruguay, which have legalised gay marriages. But opponents could still challenge it at the Supreme Court. And the same-sex marriage bill being examined by the Congress faces strong opposition from religious and conservative lawmakers. Brazil is the world’s most populous Roman Catholic nation and has an estimated 60,000 gay couples.

(BBC World News. Acesso em: 10 maio 2013.)

Com base nas informações contidas na notícia de jornal, atribua V (verdadeiro) ou F (falso) às afirmativas a seguir.

 ( ) A nova resolução permite o direito de legalização das uniões de pessoas do mesmo sexo.

( ) A completa legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo depende de lei a ser examinada pelo Congresso.

( ) Os registros de união estável e as certidões de casamento são concedidos aos casais homossexuais desde

2011.

( ) A nova resolução afeta o poder de decisão dos tabeliães em conceder certidões de casamento.

( ) O Brasil tem atualmente as mesmas leis em relação ao casamento homossexual que a Argentina e o Uruguai.

E você, vai prestar vestibular para alguma universidade esse ano? Conta pra gente nos comentários!

Tweet
Compartilhar
+1

#POSTS MAIS LIDOS

#

APELIDOS CARINHOSOS EM INGLÊS

VOCÊ SABE O QUE SIGNIFICA “MY BOO”? CONFIRA ESSE E OUTROS TERMOS EM NOSSA LISTA!

#

25 PALAVRAS EM INGLÊS QUE TÊM VERSÃO NO PORTUGUÊS

CONHEÇA AS 25 PALAVRAS EM INGLÊS

#

10 FRASES MARCANTES DE PABLO ESCOBAR EM NARCOS

SÉRIE LANÇADA PELA NETFLIX QUE CONTA A HISTÓRIA REAL DO TRAFICANTE COLOMBIANO PABLO ESCOBAR.

#

DIAS DA SEMANA EM INGLÊS

OS DIAS DA SEMANA EM INGLÊS TÊM ALGUMAS CURIOSIDADES QUE VALE A PENA CONHECER, VAMOS APROFUNDAR UM POUCO?

# ver mais posts >

CURSOS RELACIONADOS

#

CURSO DE INGLÊS

DIGITE SEU E-MAIL E GANHE 4 AULAS!

20% DE DESCONTO

Copyright 2016 © Wizard - Todos os direitos reservados