• Contraste
  • Texto

Por Redação Wizard
16 de outubro de 2019

A cultura asiática possui muitas diferenças da nossa, entre elas os idiomas. Mas engana-se quem acha que todas as línguas asiáticas são parecidas e usam os mesmos caracteres. Muito pelo contrário: o chinês, o japonês e o coreano possuem características próprias que interferem diretamente na escrita, leitura e compreensão do idioma. No post de hoje, […]

A cultura asiática possui muitas diferenças da nossa, entre elas os idiomas. Mas engana-se quem acha que todas as línguas asiáticas são parecidas e usam os mesmos caracteres. Muito pelo contrário: o chinês, o japonês e o coreano possuem características próprias que interferem diretamente na escrita, leitura e compreensão do idioma. No post de hoje, você vai conhecer algumas dessas diferenças. Confira!

 Chinês

O sistema de escrita chinês é chamado de hanzi e é composto de milhares de caracteres, cada um como uma sílaba. Existem dois tipos: a tradicional e a simplificada. Na simplificada, a leitura é sempre da esquerda para direita e de cima para baixo. Essa é uma língua muito tonal, ou seja, ao mudar o tom da palavra, você também pode mudar o seu significado.

Existem cinco grandes dialetos chineses, entre eles o Mandarim.  Embora seja muito confundido como uma língua única, o Mandarim é, na verdade, um dialeto muito falado por todo o país, principalmente na região de Beijing, e em países como Taiwan e Singapura.

 Coreano

Já no coreano, o sistema de escrita é chamado hangul e nele existem consoantes e vogais. Porém, as letras não são escritas sequencialmente: elas são agrupadas em blocos para formar sílabas. Cada bloco pode ter de 2 a 6 letras, que devem ser, no mínimo, uma consoante e uma vogal. A leitura desses blocos deve ser feita da esquerda para a direita e de cima para baixo.

Uma curiosidade sobre o idioma é que os traços que compõem as vogais têm diferentes representações: a linha vertical representa o homem, a horizontal é a Terra e o ponto ou traço curto é o céu. Portanto, as formas representam o homem que se coloca em pé como o mediador entre a Terra e o céu.

 Japão

No Japão, são usados diferentes sistemas de escrita. Entre eles estão o hiragana, usado para todas as palavras que não possuem um ideograma, o kanji, conjunto de ideogramas que é usado para nomes próprios e palavras de origem japonesa, e o katakana, usado com palavras estrangeiras.

A escrita, e consequentemente a leitura, em japonês, podem ser feitas por dois estilos: o tategaki e yokogaki. No tategaki, muito usado em livros, os caracteres são escritos de cima para baixo e da esquerda para a direita, bem diferente do que estamos acostumados. Já o yokogaki é um estilo como o nosso, na horizontal e da esquerda para a direita, bem comum atualmente.

Como você pode ver, essas três línguas possuem características únicas e determinantes para sua compreensão. Mas é claro que, além dessas, existem muitas outras diferenças entre os idiomas. Você pode conferir no nosso blog um post bem interessante com curiosidades sobre diferentes línguas do mundo.

Se interessou em aprender ainda mais sobre línguas asiáticas? Conheça os cursos de chinês e japonês da Wizard e faça parte da Nação Bilíngue!

Tags:

Um smartphone sobre um notebook com a chamada #DesafioWizard e selo de Certificado

Cadastre-se e ganhe 2 AULAS GRÁTIS de inglês ou outro idioma!

(*)Campos obrigatórios

Mais artigos do Blog Wizard

Cultura

Entenda como será o 1º campeonato oficial de TFT transmitido no Brasil

06 de julho de 2020

Em julho acontece o TFT Challenge, campeonato do game do universo de LoL, patrocinado pela /Wizard by Pearson. As inscrições são gratuitas e vão até o dia 11. Fique ligado!

 

O que achou da postagem?

1 Comentário

(*)Campos obrigatórios

1 Comentário

  1. clayton:
    17 de fevereiro de 2020 às 07:47

    Vocês sempre primaram pela excelência. Parabéns.
    O idioma que eu gosto é o francês.

Ao acessar nosso site, você concorda com a nossa utilização de cookies. Saiba mais em: https://www.wizard.com.br/politica-de-privacidade/