• Contraste
  • Texto
uma lousa verde com a conjugação do verbo to be escrito em giz

Por Redação Wizard
10 de agosto de 2021

Com as 6 regras de inglês que listamos aqui, você dará mais um passo para entender a estrutura gramatical deste idioma.

Você sabia que, entendendo o básico de algumas regras de inglês, o aprendizado neste idioma se torna muito mais fácil e prazeroso?

Cada língua tem suas particularidades, sendo umas de assimilação mais rápida do que outras. E o inglês tem lugar privilegiado nesse sentido: ele é considerado o idioma mais fácil de se aprender.

Pode confiar: a estrutura gramatical do inglês é bem mais simples!

E para te ajudar a entender melhor este idioma, dê uma olhada nas 6 regras de inglês que separamos para você acertar na gramática.

1. Inversão da posição de substantivos e adjetivos

No português, é comum ouvir alguém dizendo ‘cachorro-quente’, ‘cerveja gelada’ ou ‘garoto esperto’. O substantivo vem primeiro, seguido do adjetivo.

Quando olhamos para a estrutura do inglês, essas posições são invertidas:

  • Cachorro-quente: hot dog
  • Cerveja gelada: cold beer
  • Garoto esperto: smart guy

2. Frases com sujeito oculto é um das regras do inglês

Se no português existem frases como ‘adoramos o passeio de hoje à tarde’ ou ‘vou levar meia dúzia de bananas para casa’, em que os sujeitos ‘nós’ e ‘eu’ estão subentendidos, isso não ocorre no inglês.

Anota aí: nas regras de inglês, o sujeito deve estar presente. A explicação é que as conjugações verbais em português dão pistas de quem é o sujeito, mas em inglês elas são iguais em diferentes situações.

Por exemplo, Na frase ‘loved the tour this afternoon’, não dá para saber se quem gostou do passeio hoje à tarde foi eu, você, nós ou eles, já que a conjugação do verbo love no passado para todos esses pronomes é ‘loved’.

3. Atenção com a pronúncia e a forma de escrever

Em inglês, assim como em outros idiomas, o som das vogais e consoantes não é o mesmo do português. Quer ver?

  • Ride (passeio) lê-se com ‘r’ de rato.
  • Realize (perceber) lê-se o ‘e’ com som de ‘i’ e o ‘i’ com som de ‘ai’.
  • Worked (verbo trabalhar no passado) a pronúncia do ‘d’ lembra mais um ‘t’ discreto.

4. Alguns verbos são conjugados de forma simples

Na hora de conjugar alguns verbos em inglês, você vai notar que eles sofrem poucas variações na escrita e pronúncia. É o caso do verbo ‘amar’.

Em português, ele se divide em 6 formas de escrever: amo, amas, ama, amamos, amais e amam. Mas nas regras de inglês são apenas 2.

Não acredita? Olha só:

I love

You love

He / She / It loves

We love

You love

They love

5. Plural de determinados substantivos

Vai colocar algo no plural? Basta acrescentar o ‘s’, certo? Nem sempre! Nas regras de inglês, há substantivos que são incontáveis, portanto permanecem no singular.

Então, quando os comparamos com os seus equivalentes em português, aí vem a confusão. Aqui estão alguns exemplos:

  • Tea: chá
  • Sugar: açúcar
  • Water: água
  • Anger: raiva
  • Air: ar
  • Love: amor
  • Evidence: evidência

Aproveitando o assunto, numerais geralmente não têm versões diferentes no plural e no singular. A regra é simples: eles permanecem no singular.

Exemplo: 7 milhões de pessoas x 7 million people

A exceção ocorre quando a quantidade é vaga. No caso de ‘doaremos centenas de reais para a instituição de caridade’, em que a quantia não é certa, a tradução é ‘we will donate hundreds of reais to the charity’. Note que, nesse caso, o hundred ganhou um ‘s’.

6. Verbos irregulares

Quando se começa a aprender inglês e os verbos no passado, é normal imaginar que basta pôr um ‘ed’ no fim de cada um. No entanto, alguns verbos são irregulares, ou seja, não entram nessa regra.

Os verbos talk (falar), like (gostar) e listen (escutar ou ouvir) são verbos regulares, ou seja, recebem o ‘ed’ no passado simples e no particípio.

  • Talked (falei, falou, falamos, falaram)
  • Liked (gostei, gostou, gostamos, gostaram)
  • Listened (ouvi, ouviu, ouvimos, ouviram)

Já os verbos irregulares sofrem alteração na escrita do passado simples e/ou do particípio. Aqui estão alguns exemplos:

To begin (infinitivo) /began (passado simples) / begun (particípio) / começar, iniciar

To draw (infinitivo) / drew(passado simples) / drawn (particípio) / desenhar, extrair, sair

To get (infinitivo) / got(passado simples) / got (particípio) / obter, conseguir

Quando você entende a estrutura dessas e de outras regras de inglês, o aprendizado do idioma se torna mais prazeroso. Vem daí uma motivação contagiante para seguir os estudos e dominar a língua.

Quer continuar aprendendo? Que tal conhecer e treinar os períodos do dia e da noite? Clique aqui para acessar um infográfico completo com todas essas informações. Aproveite para baixá-lo em seu celular ou computador!

Mulher sorrindo olhando para um tablet

Este website não coleta dados de menores de 12 anos.

(*)Campos obrigatórios

Mais artigos do Blog Wizard

Idiomas

Say, speak, talk, tell: entenda a diferença!

27 de maio de 2022

Saiba qual a diferença prática entre os verbos say, speak, talk e tell e confira alguns exemplos de suas aplicações.

 

O que achou da postagem?

0 Comentários

Este website não coleta dados de menores de 12 anos.

*Declaro ter mais de 12 anos.

Ao enviar os dados acima, eu concordo em receber e-mails e mensagens através do WhatsApp da Wizard e outras marcas Pearson. Ver política de privacidade.


(*)Campos obrigatórios

0 Comentários

Ao acessar nosso site, você concorda com a nossa utilização de cookies. Saiba mais em: https://www.wizard.com.br/politica-de-privacidade/