• Contraste
  • Texto

Por Redação Wizard
16 de outubro de 2019

Todo mundo sabe que o inglês é considerada a língua universal, utilizada como idioma base para qualquer forma de comunicação de negócios, turismo, trabalho, entretenimento ou educação. Por isso, em diversos países, o estudo do inglês como segundo idioma começa desde cedo, junto com o aprendizado da língua materna. Mas, excluindo aqueles países que têm […]

Todo mundo sabe que o inglês é considerada a língua universal, utilizada como idioma base para qualquer forma de comunicação de negócios, turismo, trabalho, entretenimento ou educação. Por isso, em diversos países, o estudo do inglês como segundo idioma começa desde cedo, junto com o aprendizado da língua materna.

Mas, excluindo aqueles países que têm o inglês como língua nativa, como os Estados Unidos, Inglaterra e Austrália, quais dominam mais o idioma? Que países valorizam mais o aprendizado da língua inglesa, de acordo com testes de proficiência?

Os testes de proficiência em inglês

Para medir os conhecimentos em inglês de não-nativos, a empresa de educação internacional Education First realizou testes em 72 países e territórios do mundo, analisando 47.600 participantes. Foram aplicados três testes, todos com seções de leitura e escuta do idioma estrangeiro. Para calcular a pontuação de um país, a média foi calculada entre os três testes, dando peso igual a cada teste.

Segundo a EF, a Holanda atingiu o primeiro lugar do ranking com uma média de nota de 72,16 entre seus habitantes. Em segundo lugar, a Dinamarca atingiu a nota 71,15; seguida da Suécia, com 70,81 e a Noruega, com 68,54. Todos atingiram o mais alto nível de proficiência em inglês.

Utilizando parâmetros mundiais estabelecidos pela própria EF, quem tem este nível de domínio do idioma consegue usar linguagem diferenciada e apropriada em diferentes situações sociais, lê textos complexos com facilidade e consegue negociar um contrato com um falante nativo de inglês.

Bem longe desta pontuação, o Brasil ficou em 40º lugar no ranking, atingindo 50,66 pontos e atrás de países como Filipinas (13º), Argentina (19º), Vietnã (31º) e Uruguai (36º). Apesar de estarmos à frente de outros países da América do Sul como Chile (42º), Peru (45º), Equador (47º) e Colômbia (49º), a nota do ano passado, que foi de 51,05, caiu para os 50,66 pontos deste ano.

Em uma comparação com a primeira colocada, o Brasil perde em média de anos escolares e acesso à internet: na Holanda, enquanto os estudantes passam cerca de 11,89 anos estudando, no Brasil esta diferença cai para 7,66. Já em relação ao acesso on-line, 93,2% do país europeu tem pleno acesso à internet, desbancando os 57,6% do Brasil.

É por isso que fazer um teste de proficiência em inglês é uma etapa muito importante para um aluno que busca uma certificação. Seja para estudo ou trabalho, conquistar uma  comprovação de  suas capacidades em uma língua estrangeira abre muitas portas para seu crescimento pessoal e profissional.

E na Wizard, o compromisso é com o aprendizado: em dois anos de curso, você conquista uma  Certificação Internacional ou a Wizard oferece Aulas Gratuitas* para você chegar lá! Confie na maior escola de idiomas do mundo e entre também para a Nação Bilíngue. Clique aqui e descubra a Wizard mais próxima de você.

Tags:

Um smartphone sobre um notebook com a chamada #DesafioWizard e selo de Certificado

Cadastre-se e ganhe 2 AULAS GRÁTIS de inglês ou outro idioma!

(*)Campos obrigatórios

Mais artigos do Blog Wizard

Idiomas

Qual o significado da expressão em inglês “fake news”?

01 de julho de 2020

Você sabe o que significa a expressão fake news? Entenda o conceito, os motivos do seu uso e quais atitudes podemos tomar para combater as notícias falsas. Curso de inglês do iniciante ao avançado, só podia ser Wizard!

 

O que achou da postagem?

0 Comentários

(*)Campos obrigatórios

0 Comentários

Ao acessar nosso site, você concorda com a nossa utilização de cookies. Saiba mais em: https://www.wizard.com.br/politica-de-privacidade/