• Contraste
  • Texto
jovem mulher usando uma camisa social faz a gestão de franquias em frente a um computador

Por Redação Wizard
27 de abril de 2022

Ser bem-sucedido na gestão de franquias está diretamente ligado às habilidades técnicas e comportamentais de quem está à frente do negócio

Ter aquele talento nato para empreender e para desenvolver negócios é meio caminho andado para ser bem-sucedido na gestão de franquias. Entretanto, ser talentoso não é tudo. 

É preciso também ter habilidades, algumas específicas do universo dos negócios, outras nem tanto. Ocorre que nem todo mundo nasceu com essas habilidades já esquadrinhadas. 

A boa notícia é que elas podem ser desenvolvidas, o que torna o profissional ainda mais completo e preparado para enfrentar o dia a dia à frente do negócio. E quais são as habilidades mais do que necessárias, fundamentais mesmo para se encarar os desafios diários da gestão de franquias e alcançar os melhores resultados? 

As competências variam de negócio para negócio, mas há sempre as que são comuns a quem deseja que sua gestão de franquias seja bem-sucedida. Estamos falando de habilidades técnicas, voltadas à administração da franquia como um todo, e as comportamentais. Acompanhe, abaixo, os detalhes de cada uma delas: 

10 habilidades para o sucesso na gestão de franquias 

1. Liderança 

Sem dúvida, esta é uma das mais importantes habilidades no mundo dos negócios. Afinal, põe à prova a capacidade de comunicação e interação do líder com a equipe, com fornecedores e clientes. 

No caso específico das franquias, com o próprio franqueador. Ao liderar positivamente, o empreendedor pode motivar, engajar e inspirar seus colaboradores a buscar sempre o melhor desempenho. 

Isso pode fazer muito bem para o resultado do negócio. O ponto é que liderar, principalmente pelo exemplo, não é uma habilidade tão simples de se desenvolver. Exige disciplina e muito controle emocional. 

2. Foco nos resultados 

A melhoria contínua é uma espécie de mantra para quem busca prosperar na gestão de franquias. Nesse caso, não é possível parar de pensar em melhorar os serviços e os resultados. Sem dúvida, essa postura de empreendedor atento é fundamental para continuar tendo espaço no mercado. 

A acomodação é o principal erro de quem empreende. Ao obter lucro em período de “vacas gordas”, o franqueado só começa a investir quando a economia começa a mudar. Ou quando vê mudança nos hábitos do consumidor ou da concorrência. Pode ser tarde. 

Por isso, é fundamental atuar para melhorar o negócio, fazendo investimentos constantes no seu crescimento. 

3. Gestão administrativa 

Sim, como qualquer outro negócio, a gestão de franquias exige que o franqueado assuma atividades burocráticas, como as relacionadas às finanças. O empreendedor deve saber analisar os principais relatórios financeiros, que são chave para qualquer tomada de decisão. 

Recomenda-se, ainda, que o franqueado não terceirize essa atividade. Afinal, além da parte comercial, que engloba vendas e marketing, faz parte das suas responsabilidades acompanhar os custos da franquia. 

Nestes custos estão incluídos o aluguel, despesas com estoque, pagamento de impostos, gastos com tecnologia e salários da equipe, entre outros. Sem esse olhar atento sobre a situação financeira da franquia, torna-se inviável estabelecer estratégias de crescimento e de expansão da empresa. 

4. Aprender com a experiência dos outros

Pela própria natureza do negócio franquia, essa habilidade é uma das mais importantes. Afinal de contas, a empresa conta com a experiência e o aprendizado de outros franqueados. 

Eles podem auxiliar com base na vida real, no que já viveram no dia a dia. Sem dúvida, uma contribuição valiosa para o desenvolvimento do negócio, bem como seu crescimento. 

5. Abertura para o novo 

A franquia simplifica e até exclui algumas etapas de desenvolvimento de um negócio, como elaboração e validação de processos e construção de uma marca, por exemplo. No entanto, isso não significa que está tudo pronto. Ao contrário, há muitos desafios e trabalho pela frente. 

6. Capacidade para seguir o modelo 

Quem investe em uma franquia sabe, de antemão, que o sucesso desse tipo de negócio está diretamente ligado à capacidade de reproduzir um modelo bem estruturado e já testado. 

Por isso, o franqueado precisa ser capaz de seguir esse modelo. Realmente, não há espaço para inovar ou desenvolver um jeito próprio para implementar a franquia sem que isso resulte em discordâncias com o franqueador. 

É claro que sugestões de melhoria são bem-vindas, mas é preciso que o modelo geral seja copiado por todos os parceiros da franquia. 

7. Administração de riscos 

Não é novidade que qualquer negócio, seja do tamanho que for, envolve riscos. Essa é uma máxima sobre a qual nenhum empreendedor tem controle. No entanto, o franqueador deve ter a habilidade de calcular os riscos inerentes à sua franquia, para minimizá-los. 

O que todos querem é reduzir as incertezas e controlá-las ao máximo possível. Dessa forma, as chances de sucesso aumentam. 

8. Disciplina 

Para um franqueado, ter disciplina é algo praticamente mandatório. É preciso seguir todos os requisitos e protocolos pertinentes ao negócio e à marca. A disciplina também é uma aliada e tanto para que o franqueado atinja os objetivos da franquia, bem como para alcançar os resultados. 

9. Comprometimento 

Essa habilidade refere-se à disposição e ao compromisso com a atualização técnica e comportamental. Tudo com foco na qualificação profissional do franqueado e de sua equipe. Com essa postura no empreendedorismo, é possível alcançar os resultados mais rapidamente. 

É preciso estar sempre pronto para fazer um novo treinamento ou oferecê-lo aos colaboradores, participar de todas as reuniões, convenções e outros eventos que envolvem a gestão de franquias. 

10. Engajamento 

Trata-se de uma competência imprescindível para qualquer empreendedor. Pode ser resumida como o esforço somado à determinação de tirar os projetos do papel para torná-los realidade. 

E é justamente essa vontade de vencer, sempre com os pés no chão, que torna o caminho menos sinuoso. A busca do sucesso pessoal e profissional motiva e engaja o franqueado, e o torna um empreendedor diferenciado no mercado

Planejamento e gestão de franquias que levam ao sucesso 

Como vimos, as habilidades técnicas e comportamentais do franqueado são chave para o sucesso de qualquer empreendimento. Sem dúvida, essas competências, somadas aos atributos da marca, facilitam a gestão da franquia. As decisões serão tomadas com base em planejamento e noções de gestão que já foram testadas e deram certo. 

Depois de conhecer as habilidades necessárias para um franqueado, chegou a hora de acessar o blog da Wizard By Pearson para saber como funciona uma franquia em detalhes. 

Tags:

gestão

Homem negro, careca, vestindo um blazer escuro, sorrindo e com o logo da Wizard à frente

Preencha para receber mais detalhes sobre franquias Wizard



    Ver política de privacidade.

    (*)Campos obrigatórios

    Mais artigos do Blog Wizard

    Franquias

    Experiência para franquia de idiomas: o que é preciso saber

    25 de maio de 2022

    Será que é preciso ter experiência para franquia de idiomas? Tire todas as suas principais dúvidas sobre o tema!

     

    O que achou da postagem?

    0 Comentários

    Este website não coleta dados de menores de 12 anos.

    *Declaro ter mais de 12 anos.

    Ao enviar os dados acima, eu concordo em receber e-mails e mensagens através do WhatsApp da Wizard e outras marcas Pearson. Ver política de privacidade.


    (*)Campos obrigatórios

    0 Comentários

    Ao acessar nosso site, você concorda com a nossa utilização de cookies. Saiba mais em: https://www.wizard.com.br/politica-de-privacidade/