• Contraste
  • Texto
mulher negra de cabelos louros e curtos osrri enquanto coloca as duas mãos ao redor da boca, como se estivesse falando algo

Por Redação Wizard
27 de maio de 2022

Saiba qual a diferença prática entre os verbos say, speak, talk e tell e confira alguns exemplos de suas aplicações.

Uma dúvida clássica entre aqueles que estão estudando inglês se refere à diferença entre quatro verbos bem semelhantes, mas que, na prática, têm lá suas distinções. Estamos falando de “say, speak, talk e tell”, todos eles bem semelhantes, porém com colocações mais específicas dentro de uma frase.  

E se você também costuma confundir o significado e as aplicações destes verbos, chegou a hora de esclarecer tudo de uma vez por todas e eliminar as dúvidas mais frequentes.  

Afinal, preparamos este post exclusivamente para mostrar as diferenças práticas de say, speak, talk e tell e, claro, com algumas dicas e exemplos explicativos sobre cada um deles.  

Boa leitura e bons estudos!  

Por que há diferenças entre Say, Speak, Talk e Tell?  

Olha, para começar, podemos reforçar que todos estes quatro verbos têm suas traduções literais para o português e, portanto, isso já ajuda bastante a entender seus significados e facilitar as aplicações nas frases.  

Por outro lado, como muita coisa no inglês, nem sempre essas aplicações devem ser feitas ao pé da letra, já que tais termos e verbos podem soar de uma forma diferente, dependendo do contexto.  

Por esse motivo, a melhor coisa é praticar e tentar sempre encaixar o melhor verbo que soe mais naturalmente e com sentido dentro daquela expressão. E é exatamente isso que vamos treinar ao longo do texto!  

Mas antes disso, vamos à tradução literal de cada um desses verbos trabalhados aqui. Confira!  

  • to say – dizer;  
  • to talk – conversar;  
  • to tell – contar;  
  • to speak – falar.  

E quais são essas diferenças na prática?  

Sabendo agora a tradução literal de say, speak, talk e tell, é hora de começarmos a praticar e conhecer as principais diferenças práticas e de aplicações de cada um desses verbos.  

Mas para ficar mais fácil, podemos separá-los em grupos mais comuns, tais como fizemos a seguir:  

Diferenças entre Say e Tell  

Se tentarmos sempre aplicar uma tradução ao pé da letra do português para Say e Tell, pode até soar bem aos nossos ouvidos, mas talvez, em alguns casos, não soe tão natural a quem tem o inglês como língua materna.  

Por isso, sempre usaremos o verbo “to say” quando você quer “dizer” algo a outra pessoa ou mostrar algo que foi “dito” por ela.  

Por exemplo:  

  • You say something – Você diz algo;  
  • Susan says yes – Susan diz sim;  
  • Erick said: you are really handsome – Erick disse: você é realmente bonito;  
  • My mom said our dog is sick – Minha mãe disse que nosso cachorro está doente;  
  • Say good morning to your father and I miss him – Diga bom dia ao seu pai e que estou com saudade.  

Já a aplicação de “to tell”, como no português, se refere a uma ideia de “contar algo a alguém”, que por sua vez, em geral, pode não saber o que se passa na história.  

Por exemplo:  

  • I’ll tell you something, but promise to be a secret – Vou te contar uma coisa, mas prometa manter em segredo;  
  • Maria told me that she is pregnant – Maria me contou que está grávida;  
  • Carlos tells a lot of lies – Carlos conta muitas mentiras;  
  • She tells me all about her life – Ela me conta tudo sobre a vida dela;  
  • Tell me more about you and your life – Me conte mais sobre você e sua vida.  

Como bem vimos nos exemplos acima, evidentemente que Say e Tell têm semelhanças e até podem ser substituídos um pelo outro. Porém, como ocorre no português, eles dão um sentido mais específico às frases, conforme o contexto da conversa.  

Diferenças entre Speak e Talk  

Outra grande dúvida entre os estudantes de inglês se refere às diferenças básicas entre Speak e Talk, tendo em vista que ambos também se assemelham na tradução e em suas aplicações nas frases.  

Mas vamos lá! Começando pelo verbo “to speak”, ou seja, “falar” em inglês, podemos dizer que ele se aplica mais quando você precisa passar uma informação a alguém.  

Então, por exemplo:  

  • Vick speaks spanish – Vick fala espanhol;  
  • I spoke English, but I forgot many words – Eu falava inglês, mas esqueci muitas palavras;  
  • The president speaks well – O presidente fala bem;  
  • When the actor speaks, I always get emotional – Quando o ator fala, eu sempre me emociono;  

Quando passamos para o verbo “to talk”, essa ideia se transforma em algo do tipo “conversar com alguém” e, aqui, é muito importante perceber a diferença, já que no português “falar ou conversar” se encaixam perfeitamente dentro das frases, mas no inglês pode não soar tão natural assim.  

Sendo assim, confira os exemplos a seguir:  

  • He talks to Susie about astrology – Ele conversa com Susie sobre astrologia;  
  • My mother talked to the family doctor yesterday – Minha mãe conversou com o médico da família ontem;  
  • The magazine talks about different topics – A revista fala sobre diversos temas;  
  • This is a subject I don’t really like to talk about – Esse é um assunto, do qual não gosto muito de falar;  
  • Don’t talk to me like that anymore, please – Não fale mais comigo desse jeito, por favor;  

Perceba que na própria tradução, em algumas frases para o português, fica até melhor traduzir o “talk” para “falar”, em vez do significado literal “conversar”. E é justamente esse cuidado que deve ser tomado ao usar “talk” e “speak”, já que no inglês, este primeiro sempre soará melhor quando o contexto da frase se refere a um diálogo ou conversa.  

Em resumo, essas são algumas dicas sobre as principais diferenças entre say, speak, talk e tell, que apesar de se assemelharem e até terem traduções literais para o português, têm aplicações que podem variar conforme a ideia e o contexto da frase.  

E se você curtiu o post e quer mais dicas para aperfeiçoar o seu inglês, nós temos mais uma novidade: baixe agora mesmo um e-book completo e gratuito e pratique os principais tempos verbais no idioma, com uma série de exemplos e modelos. Boa leitura! 

Mulher sorrindo olhando para um tablet

Este website não coleta dados de menores de 12 anos.

(*)Campos obrigatórios

Mais artigos do Blog Wizard

Idiomas

Motivação para aprender inglês: 7 dicas para não desistir

20 de junho de 2022

Precisando de uma forcinha? Então, se liga nessas dicas de motivação para aprender inglês com qualidade e dedicação.

 

O que achou da postagem?

0 Comentários

Este website não coleta dados de menores de 12 anos.

*Declaro ter mais de 12 anos.

Ao enviar os dados acima, eu concordo em receber e-mails e mensagens através do WhatsApp da Wizard e outras marcas Pearson. Ver política de privacidade.


(*)Campos obrigatórios

0 Comentários

Ao acessar nosso site, você concorda com a nossa utilização de cookies. Saiba mais em: https://www.wizard.com.br/politica-de-privacidade/